Greve de motoristas e cobradores durou menos de um dia

A greve dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo durou menos de um dia. Após uma manhã tumultuada ontem, o sindicato que representa os motoristas e cobradores de ônibus entrou em acordo com os empresários do setor e a greve foi encerrada.

Em nota, a Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, confirmou que a paralisação de linhas de ônibus municipais foi encerrada às 3 e 20 da tarde. Segundo o prefeito Ricardo Nunes (MDB), a prefeitura liberou verba para o subsídio, e os empresários aceitaram a reivindicação da categoria para que o aumento retroativo de 12,47% comece em maio, e que o reajuste seja aplicado também ao vale-refeição.

Em nota, o SindMotoristas disse que com o reajuste garantido, agora eles discutirão o fim do horário de almoço não remunerado, PLR e o pagamento de 100% das horas extras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.