Moradores de Campinas estão deixando de se vacinar

Um levantamento divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Campinas mostra que a adesão de moradores da cidade a sete das principais vacinas de rotina oferecidas na rede pública sofreu seguidas quedas nos últimos três anos. 

Em 2021, a vacina BCG, que protege contra a tuberculose, e a tetraviral (2ª dose), que imuniza contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora, aparecem com os índices abaixo de 75%. Segundo a secretaria municipal de saúde, a taxa de cobertura ideal deve ficar entre 90 e 95%. A coordenadora do Programa Municipal de Imunização de Campinas, Chaúla Vizelli, reconheceu que os números acendem um alerta nas autoridades.

Segundo ela, a queda na cobertura vacinal ocorreu por causa da pandemia da Covid-19 e pode fazer com que doenças, até então consideradas controladas, voltem a aparecer mais frequentemente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.