Polícia Federal encontra corpos que podem ser de indigenista e jornalista desaparecidos na Amazônia

A Polícia Federal divulgou que os irmãos Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, e Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como Dos Santos, confessaram o assassinato do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, desaparecidos na Amazônia desde 5 de junho.

Segundo informações divulgadas ontem, os irmãos mataram Pereira e Phillips a tiros e depois queimaram e enterraram os corpos. A motivação do crime ainda é incerta, mas a Polícia federal apura se há relação com a atividade de pesca ilegal na região. Segunda maior terra indígena do país, o Vale do Javari é palco de conflitos típicos da Amazônia: tráfico de drogas, roubo de madeira e avanço do garimpo.

Os policiais encontraram dois corpos enterrados no local indicado por Amarildo, que serão encaminhados para perícia em Brasília. Caso sejam confirmadas as identificações, os corpos serão entregues às respectivas famílias das vítimas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.